Governador e ministra da Agricultura discutem demandas do agronegócio

Ao desembarcar no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, no final da manhã desta quinta-feira (29), a ministra de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, foi recebida pelo governador Eduardo Leite na Casa Branca, sede oficial do Executivo durante a Expointer. Na pauta, temas de interesse do agronegócio gaúcho, como políticas públicas para os setores do arroz e da pesca e acordos comerciais e sanitários em negociação.

“É uma grande satisfação receber a ministra Tereza Cristina aqui, nesta feira que já vem se destacando em número de comercialização e visitantes, e é um grande palco de discussões de assuntos de interesse do agronegócio”, afirmou o governador.

Ao longo do dia e também na sexta-feira (30), a ministra seguirá em agenda na Expointer, ouvindo as demandas das cadeias produtivas gaúchas. Ao meio-dia desta quinta, participou junto com o governador de um almoço com parlamentares da Frente Parlamentar da Agricultura Gaúcha (FPA).

“A Conab [Companhia Nacional de Abastecimento] estima que a safra 2019/2020 bata um novo recorde na produção de grãos, e a previsão é de aumento na área plantada para a próxima safra. Isso mostra que o setor está confiante”, apontou Tereza Cristina, que participou de uma roda de chimarrão com outros representantes dos governos federal e estadual, parlamentares e técnicos.

O governador aproveitou para agradecer à ministra por ter atendido a um pedido da Assembleia Legislativa gaúcha e suspender, por 45 dias, a decisão do governo federal de revogar a Lei Gaúcha da Pesca Sustentável. A União deverá fomentar novos estudos estatísticos para decidir sobre o assunto que impacta a vida de milhares de pescadores no litoral do Estado.

Outro tema destacado por Leite foi o trabalho do governo, liderado pelo secretário da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho, para buscar o reconhecimento do Rio Grande do Sul como área livre de febre aftosa sem vacinação, o que beneficiará as cadeias produtivas de carne bovina, suínos, aves e leite com o acesso a mercados que pagam mais por um produto de reconhecida qualidade sanitária.

Quanto às demandas do setor orizícola gaúcho, responsável por 70% do arroz consumido pelos brasileiros e gerador de 20 mil empregos diretos, o governador pediu atenção especial do ministério, pois o Estado tem a complexa dicotomia de ser um grande produtor e beneficiador do grão, exigindo políticas públicas que melhorem as condições competitivas de ambos os lados da cadeia produtiva.

Durante o encontro, o embaixador em exercício dos Estados Unidos no Brasil, William Popp, e a cônsul-geral, Julia Harlan, chegaram à Casa Branca e também participaram da conversa. Os EUA vão inaugurar oficialmente nesta quinta-feira seu estande na 42ª Expointer.


Fonte: Expointer 2019 

Foto: Gustavo Mansur

Mostrar mais
Fechar