Espaço Cultural da ABCCC é inaugurado

Inovador, o Espaço Cultural é mais uma novidade apresentada pela gestão 2018/2020 da ABCCC. Com o objetivo de estreitar a relação do público com a cultura que envolve a raça e o meio rural, o espaço será destinado à exposição de artistas que já têm projetos apoiados pela entidade. O local reservado para as exposições é anexo ao Restaurante do Cavalo Crioulo, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio/RS. 

As exibições serão permanentes ao longo da programação da raça Crioula na Expointer 2019. Na quinta-feira (22), o espaço foi inaugurado com a exibição do primeiro episódio do documentário Em busca do Cavalo Crioulo, projeto idealizado pelo fotógrafo Fagner Almeida.

Conheça os artistas

Caé Braga (escultor e artista plástico) 

A ferro e fogo, Caé Braga irá expor seu trabalho como escultor e artista plástico. Desde 1995 o artista trabalha com a consolidação da memória da raça através das suas produções.

Cassio Selaimen (cuteleiro)

Um trabalho que homenageia e registra a importância dos “passos” dados pelo Cavalo Crioulo. Cassio Selaimen produz objetos que representam a honra e a festividade que envolvem a raça.

Eduardo Rocha (fotógrafo)  

Criado e crescido no campo, o universo do Cavalo Crioulo faz parte da história de Eduardo Rocha. Natural de Dom Pedrito/RS, o fotógrafo atua no meio rural desde 2006 documentando eventos e campanhas com temática regional. 

Fagner Almeida (fotógrafo)

Captando momentos através das lentes, Fagner vem desenvolvendo um trabalho essencial para o histórico da raça desde 2010. O fotógrafo registra os mais distintos cenários que envolvem o Cavalo Crioulo.

Felipe Constant (artista plástico)

Natural da cidade de Uruguaiana/RS, Felipe Constant fez a sua primeira exposição em 2006. O artista pinta a identidade histórica do Cavalo Crioulo e do gaúcho em seus trabalhos.

Felipe Giovenardi (guasqueiro) 

Do trabalho manual surgem peças únicas, que carregam memórias da história da raça Crioula. Os detalhes das peças produzidas pelo guasqueiro Felipe Giovenardi fazem parte da essência do tradicionalismo gaúcho.

Henrique Fagundes da Costa (escritor e pesquisador)

Em uma busca incessante por fontes que levem o autor aos rastros da história da cultura equestre no velho mundo, Henrique Fagundes concilia seu trabalho de veterinário com o trabalho de pesquisador. Nascido e criado na campanha gaúcha, o escritor vem reunindo peças fundamentais na reconstrução histórica da raça.

Raul Sartor Filho (artista prateiro) 

Natural de Bento Gonçalves/RS, Raul Sartor Filho iniciou suas atividades como guasqueiro em 2000 confeccionando peças para o homem do campo. Transforma a matéria bruta em arte, o artista desenvolveu características próprias conquistando seu espaço no mundo da arte.

Confira a programação

22/08 quinta-feira: Fagner Almeida – Em busca do Cavalo Crioulo

23/08 sexta-feira: Henrique da Costa e Eduardo Rocha – Influências

24/08 sábado: Caé Braga – Herança do Pampa

26/08 segunda-feira: Felipe Constant – Lúdicos

27/08 terça-feira: Show Hermãos

29/08 quinta-feira: Don Cassio Selaimen e Felipe Giovenardi – exposição de facas e bainhas

30/08 sexta-feira: Raul Sartor Filho – Prataria Crioula

Fonte: ABCCC

Foto: Divulgação/ABCCC

Mostrar mais
Fechar